Hoje é Sexta-feira, 05 de Junho de 2020
312809 Visitas

MEMORIA: Lloyd Brasileiro SINDCONVÉS (CAP II)

Notícias do Sindicato

MEMORIA: Lloyd Brasileiro SINDCONVÉS (CAP II)

História resumida do Lloyd Brasileiro em 3 capítulos

Capítulo II: Sindicatos contra Collor – período de 1990 a 1994

Fonte: site Navios e Portos

Lloyd Antuérpia (navio nº 305 da frota 1975-1983), construído em 1975 pelo extinto Estaleiro Mauá (RJ) e vendido para demolição em 1997

Há duas eras bem definidas da Marinha Mercante Brasileira. Antes e depois do Presidente Fernando Collor. Por que antes e depois? Porque até o inicio de 1990, o Brasil tinha a Marinha Mercante com o Lloyd Brasileiro (LB) com 20 navios; a Frota Nacional de Petroleiros, da Petrobrás, com 60; e a Docenave (navios da Vale do Rio Doce), com 15. Todas elas estatais.

A Companhia Nacional de Navegação Costeira havia sido desmembrada, incorporada em 1964 ao Lloyd Brasileiro. O Lloyd passou, assim, a operar também a cabotagem, com uma grande frota. A incorporação de 64 marcou uma tendência que viria a se definir em 1967: o fortalecimento da marinha mercante privada, tirada das costelas das estatais, principalmente do Lloyd, porque as suas linhas, até então privativas, foram distribuídas para meia dúzia de empresas privadas que, na época, não tinham capitais estrangeiros.

Em 90, início da administração Collor, ocorre um grande golpe desfechado diretamente contra um dos pilares básicos da Marinha Mercante Brasileira, centenária: o Lloyd. Os pilares eram precisamente o Lloyd Brasileiro e a Frota Nacional de Petroleiros, que começou em 1952 – duas grandes frotas — e ainda o terceiro pilar, a Vale do Rio Doce; além da periferia constituída por empresas privadas. Tais empresas privadas nasceram da política do governo militar (incentivar o capital privado, apoiado pela forte presença das estatais marítimas).

Foi exatamente contra o Lloyd que Collor dirigiu suas baterias. Em março de 1990, o governo perpetrou o bloqueio das contas bancárias do Lloyd que, na véspera, tinha recebido quase cinco milhões de dólares resultantes do pagamento de fretes no exterior. O dinheiro era destinado ao capital de giro e depositado diretamente no seu caixa bancário. O bloqueio não deixava recursos para pagar salários em dia, o que ocorreu até junho daquele ano.

Em setembro, o primeiro navio, o Lloyd Pacífico, era arrestado na Europa pela irrisória quantia de 200 mil dólares. O dinheiro do Lloyd permanecia bloqueado. Um mês depois o seu irmão gêmeo, o Lloyd Atlântico, foi arrestado também em razão de dívidas, em Roterdan. O faturamento consistia em excelente receita para a empresa, fato este que a tornava altamente rentável e competitiva. Todos os navios no exterior foram sendo arrestados.

Em dezembro de 90, toda a frota no exterior, uns treze navios, encontrava-se arrestada. Collor também baixou uma Medida Provisória, num fim-de-semana de 1991, liquidando com o Lloyd. Nessa altura, já havia um movimento fortíssimo de marítimos, com seus sindicatos contra essa loucura. A Federação dos trabalhadores conseguiu, no Congresso Nacional, reverter a MP, através de uma emenda que mudava o seu texto. Ao invés de dissolver ou liquidar, seria aberta uma linha de crédito, do Fundo da Marinha Mercante, em favor do Lloyd. O empréstimo, em moeda nacional, se desvalorizava, o dólar subia e, com ele, as dívidas. Por mais que a Federação dos trabalhadores solicitasse ao governo o depósito do pagamento das dívidas, numa conta remunerada, ele não atendia.

Então a Marinha de Guerra manteve algum apoio, fornecendo alguns combustíveis, alimentos para o pessoal lá fora e comprando as docas do Lloyd e áreas adjacentes. Apurou-se cerca de 20 milhões de cruzeiros novos, resultando num capital de giro. Os trabalhadores se opuseram à venda das docas, por serem elas de grande importância logística para a empresa. Mas foram vencidos pelo governo.

Aquele período, portanto, foi marcado por uma grande resistência, que perdurou por toda a década de 90 até nossos dias. Ozires Silva, na época ministro da Infraestrutura, entregou todas as linhas do Lloyd, e até a quota de participação da empresa brasileira nas linhas exteriores, sem qualquer ganho, com favorecimento para a concorrência.

Durante o ano de 94, três leilões do Lloyd foram realizados na Bolsa de Valores do Rio, sem sucesso, pois não aparecia comprador face à resistência e oposição dos trabalhadores, seus empregados, e também ao interesse de comprar os navios isoladamente, num processo de liquidação. Nesse caso não haveria responsabilidade pelas dívidas e créditos trabalhistas, apesar do preço vil de 26,5 milhões de dólares previsto para a empresa, ao passo que sua frota chegava a 200 milhões de dólares.

3º Capítulo na próxima atualização (1ª quinzena de maio)

Compartilhar

Emissão de Guias Online

Mais lidas

Começou a exploração Começou a exploração

Baru Offshore, estrangeira, usa reforma trabalhista par...

351 visualizações | 27/04/2018
ACT 2018-2019 da Abeam ACT 2018-2019 da Abeam

SINDCONVÉS e sindicatos coirmãos iniciam campanha a bor...

84 visualizações | 28/06/2018
Férias em dobro Férias em dobro

O TST e o marítimo de offshore O escritório de advocac...

75 visualizações | 07/01/2019
MEMÓRIA: História resumida do Lloyd Brasileiro em 3 capítulos MEMÓRIA: História resumida do Lloyd Brasileiro em 3 capítulos

Capítulo I: percalços desde o início - período de 1886...

51 visualizações | 17/04/2017
MEMORIA: Lloyd Brasileiro SINDCONVÉS (CAP II) MEMORIA: Lloyd Brasileiro SINDCONVÉS (CAP II)

História resumida do Lloyd Brasileiro em 3 capítulos C...

51 visualizações | 03/05/2017

Notícias Externas


G1

Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.

Crivella pede para servidores interromperem atividades mais cedo e aconselha moradores da Barra e Zona Sul a ficarem em casa

17-05-2019 • Prefeito divulgou vídeo em redes sociais após desmoronamento no Túnel Acústico. Ele também lembrou a situação da Avenida Niemeyer. Crivella aconselha moradores da Barra e Zona Sul a ficarem em...

VÍDEOS: MG1 desta sexta-feira, 17 de maio

17-05-2019 • Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Inter TV Grande Minas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Inter TV Grande Minas.

Atriz Luiza Brunet é nomeada embaixadora de programa da Justiça de MS contra violência doméstica

17-05-2019 • 'Mãos EmPENHAdas Contra a Violência" é referência nacional em programa para redução de casos de violência contra a mulher. Luiza Brunet Reprodução/Globonews A atriz, empresária e ex-modelo, Lui...

Aluno agride colega com socos na porta de escola em Aruanã; veja vídeo

17-05-2019 • Ele chega a derrubar a garota no chão e continuou a bater nela. Em outro caso, estudantes de um colégio militar de Goiânia também brigam na rua. Vídeo mostra adolescente agredindo garota na por...

Tesla vai atualizar software de bateria após incêndios em carros

17-05-2019 • Montadora enviou equipes para a China para investigar supostos incidentes em seus carros. Vídeo mostra suposto incêndio de carro da Tesla na China Reprodução/Twitter A Tesla vai atualizar seu ...


Folha de S.Paulo - Em cima da hora - Principal

Primeiro jornal em tempo real em língua portuguesa

Estados menos populosos têm maior avanço recente da Covid-19

05-06-2020 • Depois de um crescimento mais concentrado nos grandes estados, a pandemia do novo coronavírus começa a avançar com mais força em estados menos popu...

Davi Lucca grava Neymar falando palavrão durante partida de videogame: 'Inapropriado'

05-06-2020 • Neymar, 28, foi corrigido pelo próprio filho, Davi Lucca, 8, durante uma partida de videogame transmitida na rede social do herdeiro na noite dest...

BID reuniu US$12 bi para financiar retomada

05-06-2020 • A atual crise sanitária, econômica e social que atinge o mundo, profundamente globalizado, não tem precedentes. Ainda assim, lições da história pod...

Cantor e compositor Tuia lança CD 'Versões de Vitrola-vol.1'

05-06-2020 • O cantor, compositor e violonista Luis Gustavo Lencioni Pereira, 47, conhecido como  Tuia, lança nesta sexta-feira (5), nas plataformas digitais, o...

'Ao invés de copiar roupa, cabelo, a gente devia copiar atitudes', diz Ingrid Guimarães

05-06-2020 • A atriz e apresentadora Ingrid Guimarães, 47, seguiu os mesmos passos do seu colega Paulo Gustavo e cedeu sua conta no Instagram para uma pessoa ne...


HungryFEED can't get feed. Don't be mad at HungryFEED. SimplePie reported: This XML document is invalid, likely due to invalid characters. XML error: XML declaration allowed only at the start of the document at line 2, column 6
Show Buttons
Hide Buttons